segunda-feira, 16 de maio de 2022 - 16/05/2022 11:16:49
Revista Portal Útil

Publicado por Redação em 23/10/2021 às 08:27.

Muita gente pensa na carreira militar como uma meta a ser atingida: bons salários, emprego fixo, chance de subir de posição dentro do emprego e estabilidade são apenas algumas das vantagens de trabalhar em lugares, por exemplo, como as forças armadas. 

Nesse contexto, se essa for a sua vontade e você chegou neste artigo querendo saber mais sobre como ingressar em um cargo nesse órgão, abaixo, te explicaremos tudo o que você precisa saber sobre isso, então, confira!

O que este artigo aborda:

Pré-requisitos mínimos para ingressar nas Forças Armadas:

Trabalhar nas Forças Armadas, além de ser um sonho para muitas pessoas, também é um enorme privilégio. Isso porque, ao prestar esse tipo de serviço, você estará trabalhando para o Brasil. 

Sendo assim, existem alguns pré-requisitos mínimos que precisam ser atingidos por quem deseja fazer esse trabalho, são eles:

  • Ser brasileiro (ou seja, nascido no Brasil ou ter conseguido a nacionalidade);
  • Para homens, ter, no mínimo, altura de 1.60 metros;
  • Para mulheres, ter, no mínimo, altura de 1.55 metros;
  • Caso você esteja se inscrevendo para o IME (Instituto Militar de Engenharia), EsLog (Escola de Sargentos de Logística), ESA (Escola de Sargentos das Armas), EsPCEX (Escola Preparatória de Cadetes do Exército), ITA (Instituto Técnico da Aeronáutica), você precisa ter concluído o ensino médio;
  • Para entrar em outras funções, você precisa ter o curso superior indicado no edital de seleção;
  • É preciso escolher entre a Aeronáutica, Marinha e o Exército;
  • Estar com excelente preparação física;
  • Ser aprovado no testes psicológico;
  • Ser aprovado no concurso;
  • Ter mais de 18 anos (em alguns casos, mais de 19 e menos do que 35);

Como fazer para trabalhar para as Forças Armadas?

Basicamente, existem duas formas de entrar para as Forças Armadas:

Como ingressar nas Forças Armadas?
  1. Brasileiros do sexo masculino podem optar por ingressar nas Forças Armadas através do alistamento obrigatório aos 18 anos de idade;
  2. Brasileiros de ambos os sexos podem optar por ingressar nas Forças Armadas a partir dos 18 anos por meio de um concurso público, seja ele temporário ou não;

Passo a passo de entrar nas Forças Armadas sem ser por meio do alistamento obrigatório:

Se você está buscando uma forma de entrar nas Forças Armadas, você pode:

  1. Tenha o grau de escolaridade exigido no edital: em alguns processos seletivos, as Forças Armadas buscam por profissionais com ensino fundamental completo; em outros, buscam por pessoas com grau de ensino médio completo; ainda, há a possibilidade de ingressar através de uma graduação de ensino superior. Para saber qual é o nível de escolaridade para cada tipo de cargo, acompanhe os editais de cadastramento;
  1. Tenha em mente qual é o órgão que você deseja alcançar: cada órgão tem os seus próprios processos seletivos para atrair mão de obra. Por esse motivo, muita gente não sabe como entrar nas Forças Armadas por não conseguir entender como funciona cada um deles e, dessa maneira, a forma mais fácil de passar por esse processo é escolhendo entre aeronáutica, marinha e exército para conseguir focar em apenas um tipo de processo seletivo;
  1. Prepare-se para o processo seletivo: como explicado, a maioria dos processos seletivos são compostos por uma prova de aptidão física, uma prova de conhecimentos e um teste psicológico. Sendo assim, para conseguir a vaga, é muito importante que você seja capaz de se preparar para essas provas, pois a concorrência muitas das vezes é bem grande;
  1. Fique atento às datas de abertura do processo seletivo: como explicado, cada órgão faz o seu próprio processo seletivo. Nesse contexto, para que os processos seletivos aconteçam de forma transparente, são publicados editais de cadastramento todas as vezes que esses processos estão abertos. Sendo assim, fique de olho para não perder nenhum prazo;
  1. Leia atentamente os editais, pois nele sempre existem algumas dicas importantes sobre o que você pode, deve e o que não pode fazer durante o processo seletivo;
  1. Não esqueça de melhorar a sua aptidão física: basicamente, nesse teste, são medidos habilidades como coordenação motora, postura, equilíbrio, agilidade e velocidade. Muitos dos candidatos, para chegarem no dia da prova com o gás total, buscam por treinos específicos com ajudas de profissionais da educação física ou com pessoas que já passaram pelo processo seletivo;
  1. Entenda como funciona o teste psicológico antes de fazer a prova: muita gente acaba perdendo a grande oportunidade de entrar nas Forças Armadas por causa de um detalhe de falta de comunicação na hora de fazer o exame de aptidão psicológica por não entender algum comando, portanto, fique de olho nisso;
  1. Títulos podem contar para a sua contratação: existe nas Forças Armadas (e em grande parte dos concursos públicos) uma prova chamada “prova de título”, que nada mais é do que uma apresentação na qual as pessoas contabilizam quais são os cursos (sejam eles técnicos, tecnológicos ou de nível superior; bacharelado ou licenciatura; pós-graduação, mestrado ou doutorado) que concluíram ao longo da vida, contabilizando mais pontos quanto mais títulos possuir.

Depois de aprovado

Depois que você entrar nas forças armadas, provavelmente você vai passar por um treinamento que acontece em alguma das escolas. Esse treinamento consiste em dois períodos distintos:

1º Parte: é o período com duração de, aproximadamente, 48 semanas e é considerado básico;

2º Parte: outro período de 48 semanas em que os contratados participam da qualificação;

Durante o período de treinamento, o candidato não será capaz de exercer nenhuma atividade remunerada e, por esse motivo, as Forças Armadas oferecem uma bolsa de auxílio no valor de R$ 1.141,00 reais por mês e diversos outros benefícios, por exemplo:

  • Assistência psicológica, assistência odontológica, assistência de médico, farda para usar durante o treinamento, alojamento para ficar durante o período de curso, possibilidade de usar as instalações para lazer (existem salas de jogos, grêmios, campos para praticar esportes como vôlei e futebol; 
  • Tatames, e diversas outras coisas), possibilidade de usar a infra-estrutura, que conta com alfaiataria, barbearia, cantina, etc; 
  • Além de férias e permissão para viagens. 

Ao fim desse período de treinamento, o aluno vai para a AMAN e depois será considerado Oficial das Forças Armadas.

Redação

A redação da Revista Portal Útil é formada profissionais com vasta experiência em diversos setores de atuação.

1

Pode ser do seu interesse

7 Maneiras Simples e Eficazes de como destacar o Currículo

7 Maneiras Simples e Eficazes de como destacar o Currículo

Transição de carreira: saiba como atualizar seu Linkedin

Transição de carreira: saiba como atualizar seu Linkedin

Melhore suas chances de conseguir um emprego com um curso de informática

Melhore suas chances de conseguir um emprego com um curso de informática

Soft Skills que os empregadores mais valorizam atualmente

Soft Skills que os empregadores mais valorizam atualmente

Entenda a diferença entre vale-refeição e vale-alimentação

Entenda a diferença entre vale-refeição e vale-alimentação

Alô RH: 3 sinais de que você deve trocar os benefícios que você oferece!

Alô RH: 3 sinais de que você deve trocar os benefícios que você oferece!