segunda-feira, 16 de maio de 2022 - 16/05/2022 06:30:47
Revista Portal Útil

Publicado por Marcela Ferreira em 10/05/2022 às 21:31.

Cuidar da saúde é importante durante o ano inteiro, e nenhuma estação do ano deve ser um impeditivo para parar as atividades. Mas, claro, é necessário ter atenção a alguns pontos. A prática esportiva não deve acontecer da mesma forma durante o clima seco.

O ideal é manter a constância e não abandonar as roupas esportivas, além de esperar até os dias “ideais” aparecerem. Sua saúde não precisa esperar, basta ter os cuidados necessários na hora de treinar ou correr nessa época, especialmente ao ar livre.

Veja agora as principais dicas de como cuidar da saúde praticando esporte no clima seco.

O que este artigo aborda:

Mantenha-se sempre hidratado 

A hidratação é nossa maior aliada. É um hábito que devemos manter durante todo o ano e que merece atenção quando o tempo está seco. O certo é consumir 35 ml de água para cada quilo corporal. 

Ou seja, multiplique seu peso em quilos por 35 e você obterá a resposta. Quem pesa 70 quilos, por exemplo, deve consumir 2.450 ml de água. 

Cuidados ao treinar ou correr no clima seco

Além da água, é interessante consumir sucos naturais, que contêm vitaminas que podem ajudar na nossa imunidade, e água de coco, que é capaz de oferecer uma hidratação mais potente. 

Alimente-se bem antes e depois de praticar esportes

A alimentação também deve ser repensada, tanto antes quanto depois da prática esportiva. De acordo com nutricionistas, quando o tempo está seco, a alimentação deve ser totalmente repensada.

Nesses casos, o ideal é dar preferência a alimentos leves e ricos em líquidos. Além disso, o consumo de frutas e verduras é muito indicado, sempre evitando alimentos gordurosos no período de clima seco.

Evite horários mais quentes

As altas temperaturas também são inimigas dos esportistas. Por isso, na hora de praticar corrida ou treinar ao ar livre, o melhor é ir antes das 8h30 da manhã e depois das 18h30 da tarde. 

Nesses horários, as temperaturas estão mais baixas, o seu desempenho vai ser melhor e a tendência é que seu corpo sofra menos. Se você prefere ir pela manhã, não se esqueça do protetor solar, boné e óculos de sol. 

Para corridas e pedal, há quem aposte nas mangas de proteção para evitar queimaduras mais severas de sol. 

Não frequente locais em horário de pico

Outro fator importante durante o clima seco é evitar o horário de pico em academias e até mesmo parques e praças. Isso porque quanto menos água estiver no ar, maior será a concentração de poluentes, e a quantidade de pessoas no local influencia muito nisso.

O melhor é escolher horários diferentes e locais distantes de centros urbanos e ruas muito movimentadas. Parques são ótimas opções porque têm uma área verde que ajuda muito com relação à umidade do ar no local.

Não faça treinos intensos

A intensidade dos treinos também deve ser moderada, sempre intercalando com momentos de bastante hidratação. Isso porque, no tempo seco, o nosso corpo precisa de muito mais energia para funcionar. Caso você force, pode provocar queda de pressão e, aliado ao calor, quadros de desidratação.

Hidrate pele, narinas e olhos

Além de consumir muita água, é importante hidratar outras partes do corpo. A pele deve receber muito creme hidratante para não ficar com a pele seca e nem sofrer rachaduras. É sempre bom lembrar que cada parte do corpo precisa de um cosmético específico.

Já as narinas podem ficar severamente ressecadas por conta da baixa umidade, causando dificuldades para respirar ou até machucados. Os olhos também devem receber atenção especial por conta do esforço que o corpo produz para manter a lágrima natural e se proteger dos poluentes.

Para nariz e olhos, deve-se aplicar soro fisiológico ao menos três vezes por dia. Esse hábito garante a hidratação e o bom funcionamento das narinas e da visão.

Cuide-se, seja durante os exercícios físicos, antes ou depois deles. Sua saúde precisa ser prioridade em todas as épocas do ano!

Marcela Ferreira

Enfermeira pós graduada com especialização em traumas, urgência e emergência. 12 anos de experiência na área de saúde mental na rede SUS do município de Belo Horizonte. Atuo com criança, adolescentes, adultos e usuários de múltiplas drogas.

1

Pode ser do seu interesse

Como relaxar: conheça 10 dicas para diminuir a ansiedade

Como relaxar: conheça 10 dicas para diminuir a ansiedade

Disfunção erétil: saiba o que é e como tratar

Disfunção erétil: saiba o que é e como tratar

Conheça as categorias da endometriose e seus principais tratamentos

Conheça as categorias da endometriose e seus principais tratamentos

Odontopediatria e odontogeriatria: Qual a relação na saúde bucal?

Odontopediatria e odontogeriatria: Qual a relação na saúde bucal?

Subdivisões da área de Radiologia: Conheça Todas!

Subdivisões da área de Radiologia: Conheça Todas!

Treino de pernas: feminino, para homens, para fazer em casa e mais!

Treino de pernas: feminino, para homens, para fazer em casa e mais!