Revista Portal Útil

Depois de encontrar o imóvel ideal junto à imobiliária, é comum realizar algumas alterações na propriedade, a fim de personalizá-la de acordo com suas necessidades e preferências. Nesse sentido, a cozinha é um dos cômodos mais utilizados e ganhou também função social, visto que muitos gostam de receber convidados enquanto prepara deliciosas refeições.

Justamente por isso, é importante analisar sua decoração com cuidado, especialmente quando falamos do piso. Isso porque, além de bonito, ele também precisa atender a diversos fatores e considerações, como durabilidade, resistência, facilidade de limpeza, etc. Afinal, de nada adianta ter um piso bonito em sua cobertura, se ele não for funcional no dia a dia, certo? Então, pensando em te ajudar, preparamos o post de hoje para falar quais são os melhores pisos para cozinha. Vamos lá?

O que este artigo aborda:

Uma cozinha com piso de porcelanato
Uma cozinha com piso de porcelanato
Pin It

1. Porcelanato

O porcelanato é o queridinho do momento, graças à sua resistência e variedade. Contudo, o indicado é optar pelo porcelanato com pouco brilho, pois como a cozinha costuma sujar com facilidade, esse piso ajuda a esconder possíveis danos. Além de ser um piso durável, o porcelanato possui baixa absorção, o que facilita bastante na hora da limpeza. Vale lembrar ainda que por possuir diferentes tipos, cores e texturas, ele consegue ser encaixado nos mais diferentes tipos e estilos de projetos. Uma boa dica é optar nos grandes formatos, pois são mais elegantes. 

2. Cerâmica

A cerâmica é um dos pisos mais famosos e utilizados aqui no Brasil, sendo produzida a partir da argila e outros minerais. Ainda que esteja no grupo 3 na escala PEI, de média/alta resistência, é importante deixar claro que ela não é tão resistente. Contudo, é um piso acessível, com custo inferior a outros tipos disponíveis no mercado. Além disso, conta com diferentes formatos, texturas, cores e estampas. 

3. Granito e mármore

Mármore e granito são pedras naturais e, consequentemente, fáceis de higienizar. O primeiro é mais poroso e menos resistente, mas mesmo assim é muito utilizado por oferecer elegância e sofisticação aos ambientes. Já o granito, por outro lado, é mais durável e possui menos chances de infiltração. Inclusive, em geral é mais barato que o mármore. 

É importante deixar claro que por serem produtos naturais polidos, eles mancham conforme o tempo passa. Sendo assim, o recomendado é optar por cores mais escuras, como o Preto São Gabriel ou Verde Ubatuba. 

4. Vinílico 

Outro piso cada vez mais famoso e utilizado nos projetos, o vinílico é ideal para quem quer incluir a madeira na cozinha, mas sem precisar investir um valor tão alto quanto o do material original. Além disso, seu grande destaque é a aplicação, que pode ser feita por cima de outro piso, evitando a quebradeira tradicional das reformas. Contudo, é importante deixar claro que sua resistência não é tão alta, sendo necessário tomar muito cuidado com o uso de água, além de evitar qualquer tipo de acidente com líquidos. 

5. Pastilhas

Pastilhas são extremamente resistentes e duráveis, mas exigem cuidado para que nenhuma peça se descole ao longo do tempo. Elas podem ser fabricadas com vidro, cerâmica e porcelana. Além disso, existem diferentes tipos e cores, facilitando encontrar o ideal para se encaixar em sua decoração de cozinha. Inclusive, é possível até mesmo misturar as cores das pastilhas, trazendo mais vida e alegria para o ambiente. Além disso, sua manutenção é bem simples, exigindo apenas água, sabão e detergente neutro. 

6. Ladrilho hidráulico

O ladrilho hidráulico é produzido manualmente, peça por peça. Ainda que seja um tipo de piso antigo, com auge no século XIX, hoje em dia ele voltou com tudo. Se você quer um ambiente alegre, vivo e com ar retrô, esse piso é excelente, além de ser muito resistente e durável. Sua manutenção também é bem simples, exigindo somente água e sabão, assim como passar cera líquida quinzenalmente. Contudo, justamente por ser um piso feito praticamente à mão, seu custo é mais elevado. 

7. Epóxi 

O epóxi é ideal para cozinhas pequenas, sendo conhecido também como porcelanato líquido. Sua principal característica é que ele possui um brilho típico, além de ser muito fácil de limpar, promovendo ainda mais praticidade no dia a dia. Em resumo, a técnica nada mais é do que revestir pedras, porcelanatos e pisos cerâmicos com resina epóxi. Com isso, garante uma ótima impermeabilização, acabamento, durabilidade e facilidade na hora da manutenção e higienização. Além disso, deixa o ambiente com ar moderno e jovial. 

Então, agora que você sabe quais são alguns dos melhores pisos para cozinha, já pode escolher o seu. Nossa dica é que você tenha um bom planejamento, assim como conte com a ajuda de profissionais especializados, como o arquiteto. Afinal, com seu conhecimento e experiência, ele poderá indicar o piso que mais atenda suas necessidades, preferências, tipos de uso e perfil de moradores. Da mesma forma, você garante uma obra mais organizada e otimizada.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Redação

A redação da Revista Portal Útil é formada profissionais com vasta experiência em diversos setores de atuação.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse