Revista Portal Útil

Viver toda a vida de maneira tranquila e confortável é, sem dúvidas, o objetivo de várias pessoas. Envelhecer é um processo natural, e por isso é extremamente importante saber como chegar na “melhor idade” de maneira saudável. Afinal, não é porque se está envelhecendo que é necessário deixar de lado o conforto e as possíveis mudanças que a vida pode nos trazer. Inclusive, quanto mais a ciência e a medicina se desenvolvem, mais as pessoas com idade avançada tendem a adquirir uma melhor qualidade de vida.

O próprio IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) publicou que a expectativa dos brasileiros aumentou mais de 30 anos de 1940 até os dias de hoje. A tendência é que os brasileiros sigam progredindo com a longevidade pelos próximos anos.

Por isso, começar um planejamento para viver intensamente até a terceira idade é a dica de quem não quer passar por dificuldades muito severas e se preparar para o futuro.

O que este artigo aborda:

Homem aposentado
Homem aposentado
Pin It

Por que se preparar para a terceira idade?

Existem algumas maneiras de você se planejar financeiramente para a sua velhice. O indicado, logo de cara, é não ficar totalmente dependente do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Isso porque a aposentadoria prevista pelo INSS pode gerar algumas dores de cabeça – e, com a nova reforma, muitas coisas mudaram.

A aposentadoria apenas por tempo de contribuição não existe mais, imperando a seguinte regra: homens se aposentam aos 65 anos, com 20 anos de contribuição; e mulheres se aposentam aos 62 anos, com 15 anos de contribuição. Para se aposentar com 100% da remuneração, as mulheres precisam contribuir por 35 anos e os homens, por 40 anos. Antes disso, só é garantido 60% da contribuição (de acordo com o teto de R$ 5.839,45). As regras são diferentes e únicas para cada tipo de setor público.

Pensando que, na velhice, é necessário ter um custo praticamente fixo com remédios, plano de saúde privado, alimentação balanceada, possíveis cuidados por terceiros e demais despesas da casa, fica difícil depender apenas da sua aposentadoria pelo INSS para arcar com tudo.

Se você ainda não começou a pensar na sua aposentadoria, após as informações acima, é melhor se preparar para não sofrer nenhum tipo de surpresa no futuro.

Como se planejar?

Algumas dicas podem ser muito úteis para você começar a se planejar para a sua velhice. Algumas delas são:

Determinar os seus objetivos de vida

De nada adianta você começar a se planejar sem saber qual é o seu objetivo de vida. O que você deseja? Envelhecer com segurança financeira, podendo pagar um bom plano de saúde? Deseja ser cuidado por familiares ou por uma casa de repouso? Deseja investir em uma previdência privada? Tudo isso vai impactar no seu planejamento financeiro. Ao definir o que você deseja, o plano poderá ser traçado.

Investir em previdência privada

Muitas pessoas se perguntam como a previdência privada funciona, pois é um assunto que gera muitas dúvidas. Afinal, como se aposentar sem ser pelo INSS?

Basicamente, a previdência privada surgiu como uma maneira de complementar a aposentadoria pelo INSS. Isso significa que é como se você recolhesse parte da sua remuneração mensal para uma segunda aposentadoria.

O valor recolhido por mês, as possibilidades de rendimento do seu dinheiro e outras questões serão decididas na hora da contratação do plano. Porém, hoje, existem majoritariamente dois tipos de previdência privada: a PGBL (Programa Gerador de Benefício Livre) e a VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre).

O primeiro é indicado para quem declara totalmente o imposto de renda (IR); já o segundo é indicado para quem opta pela declaração simplificada do IR. Outras opções são Fundos de Investimento, Títulos Públicos e Ações com foco em dividendos.

Um detalhe importante é que, quando você contrata a previdência privada, pode definir qual é o valor que deseja receber mensalmente no futuro, e a partir daí um valor será calculado para você pagar, até chegar o momento de usufruir dele.

Reserva financeira

Além da previdência privada, também é interessante guardar dinheiro para ter uma reserva para gastos emergenciais. Você pode investir em uma poupança, que renderá menos, mas é mais segura, ou pode optar por investir em algum título público para que o dinheiro tenha uma renda maior. 

Definir onde quer passar sua velhice

Quando ficamos velhos, é natural ter dificuldades para se locomover, ter um pensamento mais lento e outros problemas de saúde que afetam a nossa qualidade de vida. Por isso, é muito recomendado que você defina, desde já, onde deseja passar a sua velhice. Prefere ficar em uma cidade mais tranquila ou em uma capital, em que há tudo perto? Em uma casa de repouso ou com familiares?

Isso ajudará você a ter uma noção aproximada de quanto precisa se dedicar para ter o suficiente para viver esses anos de maneira tranquila.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Redação

A redação da Revista Portal Útil é formada profissionais com vasta experiência em diversos setores de atuação.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse