Revista Portal Útil

Desde o nascimento, o bebê está exposto a diversos agentes infecciosos. Por isso, é importante que ele seja imunizado para se proteger contra doenças graves.

É interessante sempre ficar de olho em sinais que o bebê pode demonstrar e é normal que surjam dúvidas como por exemplo “como aliviar a tosse noturna infantil”.

Mas além de procurarmos um especialista para tratar problemas de saúde do neném, devemos prevenir futuros problemas de saúde. Por isso, você precisa saber quais as primeiras vacinas do bebê.

O que este artigo aborda:

Quais as primeiras vacinas do bebê?
Quais as primeiras vacinas do bebê?
Pin It

A importância das vacinas

As primeiras vacinas do bebê são uma das formas mais eficazes de prevenir doenças. A imunização é um processo que estimula o sistema imunológico a produzir anticorpos para combater determinadas doenças.

As vacinas são importantes desde que os bebês começam a vida. Elas são aplicadas para ajudar a proteger os pequeninos contra doenças graves e noniarréticas, como sarampo, sarampo e rubéola. Essas vacinas podem ser aplicadas desde que o bebê nasce até que ele tenha cerca de 2 anos de idade.

Elas são fortemente recomendadas, mesmo que existam riscos e fatores de risco associados, para a saúde de seu filho. Uma vacina em bebê ajuda a otimizar o sistema imunológico de seu filho, melhorando assim o seu desenvolvimento e bem-estar geral.

É importante destacar que cada vacina tem seu próprio conjunto de efeitos colaterais e possíveis fatores de risco importantes a considerar antes de tomar a decisão de vacinar seu bebê.

Quais são as primeiras vacinas do bebê?

As vacinas são divididas em duas categorias: as obrigatórias e as recomendadas. As vacinas obrigatórias são aquelas que todos os bebês devem tomar, independentemente da região em que vivem.

Agora, já as vacinas recomendadas são aquelas que não são obrigatórias, mas que podem ser administradas a determinados grupos de risco, como bebês prematuros ou portadores de doenças crônicas.

No Brasil, as vacinas obrigatórias para bebês até um ano de idade são:

  • BCG (Bacilo Calmette-Guérin);
  • Hepatite B;
  • Poliomielite (VIP);
  • Rotavírus;
  • DTP (Difteria, Tétano e Coqueluche);
  • Haemophilus Influenzae tipo b (Hib).

Os pais devem prestar atenção especial aos princípios cuidados com a saúde do bebê durante os primeiros anos de vida. Cuidar do bebê pode ser desafiador, mas também um dos momentos mais gratificantes da vida de um pai.

A saúde é sempre tão importante quanto e, neste caso, é necessário fornecer ao bebê os cuidados e a atenção certos. Ao tomar as principais medidas com relação à saúde do bebê, os pais podem manter seu filho (a) saudável e feliz.

Os principais cuidados com a saúde do bebê incluem a amamentação, a prática de exercícios regularmente, o acompanhamento de um pediatra, o uso de produtos de higiene adequados, o acompanhamento das vacinas e o controle de infecções.

Por meio destes cuidados, os pais podem ter certeza de que o seu bebê estará em sua melhor forma.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Marcela Ferreira

Enfermeira pós graduada com especialização em traumas, urgência e emergência. 12 anos de experiência na área de saúde mental na rede SUS do município de Belo Horizonte. Atuo com criança, adolescentes, adultos e usuários de múltiplas drogas.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse