Revista Portal Útil

De descanso eterno a pontos turísticos, esses cemitérios atraem milhões de visitantes anualmente por suas histórias, arquitetura e personalidades sepultadas.

Os cemitérios são, tradicionalmente, lugares de luto e reflexão, mas ao redor do mundo, alguns desses locais tornaram-se verdadeiros pontos turísticos. Seja pela arquitetura impressionante, pelas personalidades famosas que ali descansam ou pelas histórias fascinantes, esses cemitérios atraem milhões de visitantes todos os anos. Neste artigo, vamos explorar alguns dos cemitérios mais visitados do mundo e as razões por trás de sua popularidade.

Père Lachaise, Paris, França

Talvez o mais famoso do mundo, o cemitério Père Lachaise, localizado em Paris, é um local de descanso final para muitas figuras notáveis, incluindo o escritor Oscar Wilde, o cantor Jim Morrison e a cantora Edith Piaf. Fundado em 1804, o cemitério é conhecido por sua beleza paisagística e seus monumentos elaborados. A popularidade de Père Lachaise também pode ser atribuída aos tours guiados que contam histórias intrigantes sobre os famosos sepultados lá. Anualmente, cerca de 3,5 milhões de visitantes passam pelos portões de Père Lachaise, tornando-o o cemitério mais visitado do mundo.

Cemitério de Arlington, Washington D.C., EUA

O Cemitério Nacional de Arlington, localizado próximo a Washington D.C., é um dos locais mais reverenciados dos Estados Unidos. Aqui estão enterrados veteranos de todas as guerras americanas, desde a Guerra Civil até os conflitos atuais no Oriente Médio. Entre os túmulos mais visitados está o de John F. Kennedy, com sua chama eterna, e o Túmulo do Soldado Desconhecido, que é guardado 24 horas por dia. Arlington é um símbolo de honra e sacrifício, atraindo mais de 4 milhões de visitantes anualmente.

La Recoleta, Buenos Aires, Argentina

O Cemitério da Recoleta, situado no coração de Buenos Aires, é famoso tanto pela sua arquitetura de estilo europeu quanto pelas figuras históricas ali sepultadas. O túmulo mais famoso é o de Eva Perón, a querida “Evita”, cuja história continua a fascinar turistas e locais. Os visitantes também vêm admirar os mausoléus opulentos e os anjos de mármore que adornam este cemitério, que mais parece um museu a céu aberto. Estima-se que cerca de 1 milhão de pessoas visitem La Recoleta a cada ano.

Highgate, Londres, Inglaterra

O Cemitério de Highgate, em Londres, é outro local repleto de história e beleza arquitetônica. Fundado em 1839, Highgate é o lugar de descanso final de Karl Marx, o autor de “O Capital” e “O Manifesto Comunista”. Além dele, o cemitério abriga outras personalidades e é conhecido por seus túmulos vitorianos, caminhos sinuosos e vegetação exuberante. Tours guiados são oferecidos para contar as histórias dos que ali estão enterrados e para mostrar a beleza do local, atraindo aproximadamente 350 mil visitantes anualmente.

Cemitério de St. Louis No. 1, Nova Orleans, EUA

Nova Orleans é conhecida por sua cultura vibrante e rica história, e o Cemitério de St. Louis No. 1 é uma parte importante disso. Este cemitério, estabelecido em 1789, é famoso pelos túmulos acima do solo e pela mistura de influências francesas e espanholas. O túmulo mais famoso aqui é o da sacerdotisa vodu Marie Laveau. As lendas e mistérios em torno de Laveau e outros residentes tornaram St. Louis No. 1 um destino popular para tours históricos e de mistério, com cerca de 100 mil visitantes anuais.

Cemitério Monumental de Milão, Itália

O Cemitério Monumental de Milão é conhecido por suas esculturas e monumentos grandiosos. Inaugurado em 1866, este cemitério serve como um museu ao ar livre, exibindo a arte funerária de renomados escultores italianos. Entre os túmulos mais famosos estão os de Alessandro Manzoni, um dos maiores escritores italianos, e Arturo Toscanini, o célebre maestro. O cemitério atrai tanto turistas quanto amantes da arte, com milhares de visitantes todos os anos.

Cemitério Central, Viena, Áustria

O Cemitério Central de Viena (Zentralfriedhof) é um dos maiores cemitérios da Europa e o local de descanso final de muitos compositores famosos, incluindo Beethoven, Brahms e Schubert. A rica história musical de Viena se reflete nas tumbas e monumentos encontrados aqui. Além dos músicos, o cemitério também abriga uma seção dedicada a judeus, uma igreja em estilo Art Nouveau e várias esculturas impressionantes. Este local recebe aproximadamente 3 milhões de visitantes por ano, muitos dos quais vêm prestar homenagem aos gigantes da música clássica.

Okunoin, Koya-san, Japão

Diferente dos cemitérios ocidentais, Okunoin é um cemitério budista situado em Koya-san, um dos centros mais importantes do budismo Shingon no Japão. O cemitério é o local de descanso de Kobo Daishi, o fundador do budismo Shingon, e é considerado um lugar sagrado. Okunoin é conhecido por sua tranquilidade, belas trilhas cercadas de cedros centenários e lanternas eternas. Este cemitério atrai peregrinos e turistas de todo o mundo, com milhões de visitantes anualmente.

Turismo histórico e cultural

Os cemitérios mencionados não são apenas lugares de descanso para os falecidos, mas também representam capítulos importantes da história, cultura e arte. Esses locais recebem muitas visitas ao longo do ano, com pessoas levando coroas de flores e outras homenagens para honrar aqueles que partiram. 

Seja por curiosidade, homenagem ou pela busca de beleza e paz, milhões de pessoas visitam esses cemitérios todos os anos, transformando-os em verdadeiros marcos turísticos. 

A próxima vez que você planejar uma viagem, talvez considerar uma visita a um desses cemitérios possa oferecer uma perspectiva única e enriquecedora sobre a história e a cultura locais.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Redação

A redação da Revista Portal Útil é formada profissionais com vasta experiência em diversos setores de atuação.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse