Revista Portal Útil

A correria cotidiana nem sempre permite congelar alimentos de forma adequada os alimentos perecíveis e sobras de comida tão comuns na rotina familiar. Uma vez esquecidos no fundo da geladeira ou na despensa, esses itens acabam estragando, gerando prejuízo.

Conservar os alimentos no congelador ou freezer garante que compras realizadas no vale alimentação durem por mais tempo. Ao serem armazenados em temperaturas mais baixas, carnes, frutas, verduras e legumes podem ter seus prazos de validade aumentados, sem apresentar perda de textura, sabor e nutrientes.

A prática é utilizada por muitas famílias brasileiras para garantir mais economia de tempo e dinheiro, sendo inclusive uma dica da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) contra o desperdício. Até quem compra quentinhas no cartão vale-refeição costuma congelar sobras.

O que este artigo aborda:

Congelar alimentos pode resultar em economia de tempo
Congelar alimentos pode resultar em economia de tempo
Pin It

Vantagens de congelar os alimentos 

Um levantamento realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU) constatou que o Brasil desperdiça cerca de 27 milhões de toneladas de alimentos por ano, sendo 60% oriundos do consumo de famílias.

A prática de congelar os produtos é uma estratégia que ajuda a frear esses números, garantindo também mais economia de tempo e de dinheiro. 

Ao ver um alimento estragado, muitas pessoas recorrem aos supermercados e repõem o item que precisou ser jogado fora. Esse hábito demanda disponibilidade para ir até o estabelecimento e também gastos adicionais no orçamento familiar.

Em períodos de preços altos, economizar é essencial. Sendo assim, minimizar os riscos de estragar ou desperdiçar alimentos é uma solução válida que pode ser seguida de forma prática no dia a dia. Famílias que conservam os itens no congelador estão poupando tempo, gastos e retrabalhos. 

Segundo o artigo “Métodos de conservação de alimentos” publicado na Revista Saúde em Foco, congelar comida retarda o processo químico de deterioração dos produtos. O estudo aponta que essa prática inibe o ciclo de reprodução de microorganismos, por esse motivo, eles não conseguem provocar danos ao alimento, que tem sua qualidade original mantida, assim como prolongada sua vida útil. 

Com a geladeira cheia de produtos com maior durabilidade, é possível criar um cardápio variado ao longo das semanas, aumentando a frequência do consumo de alimentos in natura que costumam durar poucos dias.

Dicas para congelar os alimentos 

Segundo a Embrapa, quase todos os produtos podem ser congelados, exceto as hortaliças consumidas cruas como alface, rúcula e agrião.

Além disso, existem alguns itens que devem ser utilizados logo após o descongelamento, como tomate e pimentão. Conforme a organização, morango e melancia são alguns exemplos de frutas que podem ser consumidas após serem descongeladas, desde que sejam na forma de sucos, vitaminas, sorvetes ou em iogurtes. 

Importante ressaltar que para congelar um alimento é preciso respeitar processos básicos a fim de garantir que os itens sejam conservados da forma correta.

De acordo com a Embrapa, antes de colocar comida no congelador, é preciso remover as partes danificadas, a casca e a semente, além de realizar a higienização. No caso dos alimentos consumidos com casca, a organização orienta lavar bem com água corrente e enxugar com pano de cozinha ou papel toalha. 

Os itens devem ser armazenados em embalagens de plástico ou de vidro próprias para o congelamento. A dica da organização é colocar etiquetas com o nome e data nos potes para tornar a identificação mais fácil na hora do consumo. 

Outra orientação dada pela Embrapa é o branqueamento. Esse procedimento destrói micro-organismos presentes na comida e inibe mudanças químicas capazes de alterar o sabor e a cor dos alimentos durante o processo de congelamento. 

Para realizar o branqueamento, é necessário imergir hortaliças em água fervente durante um tempo e, depois, em água gelada pelo mesmo período. Para auxiliar no processo, a Embrapa disponibiliza uma tabela com o tempo de branqueamento necessário para cada alimento.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Redação

A redação da Revista Portal Útil é formada profissionais com vasta experiência em diversos setores de atuação.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse