domingo, 22 de maio de 2022 - 22/05/2022 14:11:00
Revista Portal Útil

Publicado por Redação em 03/02/2022 às 20:15.

Você sabe como promover a segurança em condomínios? Sem dúvida, a portaria é uma das principais preocupações para a segurança. Não é à toa que, afinal, um grande número de pessoas circulam pelo condomínio todos os dias, entre visitantes, funcionários e proprietários. 

Não apenas importante para a segurança das pessoas mas também para a preservação do patrimônio, como brinquedos de playground e outras áreas comuns.

Ademais, essa questão reforça que a orientação correta dos vigilantes e a criação de processos de segurança são essenciais para proteger a comunidade de condomínios. 

Neste caso, é necessário que síndicos e administradores invistam na fiscalização e implantação de práticas de segurança para reduzir a vulnerabilidade do apartamento e cumprir as regras de prestadores de serviço, colaboradores, entrega de encomendas, delivery e visitantes.

No entanto, resumindo, quais são as principais medidas a tomar para garantir que o seu condomínio esteja totalmente seguro? Se esta é uma de suas dúvidas, nesse artigo apresentaremos as principais dicas de segurança na entrada. Verifique!

Segurança em condomínios: Confira como promover

O que este artigo aborda:

Qual a importância de garantir a Segurança em condomínios?

Não há dúvida que o nível de segurança em condomínios é uma das perguntas mais frequentes do administrador. 

Não é à toa, por a segurança ser um dos principais motivos pelos quais as pessoas optam por morar em um lugar assim. Devem ser buscadas estratégias para manter a confiança em áreas residenciais. 

Mais importante ainda, devem atender aos padrões de segurança do mercado e à infraestrutura das unidades imobiliárias. Infelizmente, há muitos riscos na sociedade atual, o que requer cuidados redobrados para evitar transtornos. 

Um exemplo, ladrões se fazem passar por motoristas de apps, o que é uma prática crescente em registros de crimes. Para evitar colocar o seu porteiro em risco, há várias medidas de segurança. 

Porém, antes de mais nada, além de cooperar com empresas especializadas em Segurança em condomínios, é preciso conscientizar todos os moradores e equipes de segurança.

Veja também: Dicas para aumentar a segurança residencial.

Mostraremos alguns dos principais procedimentos para a Segurança em condomínios

O não estabelecimento de regras para o funcionamento da portaria é certamente um golpe para a segurança em condomínios. Além da falta de orientação para o trabalho dos funcionários, os moradores também interferem e prejudicam o funcionamento do ambiente. 

Lembre-se, regras devem ser incluídas no contrato social ou convenção de condomínio, declarando o que é permitido e proibido em termos de controle de acesso de visitantes e outras questões importantes. 

Portanto, algumas ações devem e podem ser tomadas para garantir a proteção  de todo o condomínio e dos moradores. Veja o que são e a importância de cada um.

Avaliações constantes

Uma das formas bastante eficazes de garantir a segurança em condomínios é sempre procurar avaliações. 

Este tipo de abordagem permite-nos conhecer as possíveis falhas da gestão de apartamentos em termos de questões de segurança nos regulamentos. Quando olhamos através de outros olhos, encontramos um problema que não foi descoberto até agora. 

Então, encontre uma forma de fazer esse tipo de avaliação e, quando encontrar gargalos, tente resolvê-los e mostrar os resultados, principalmente para quem sentiu as grandes dores. 

Atualmente, algumas empresas são especialistas no assunto e podem fornecer a maioria dos procedimentos aqui sugeridos. Você encontra no mercado soluções específicas para controle de acesso em entradas em condomínios para proporcionar mais privacidade e segurança aos proprietários.

Conscientização dos moradores

O que costuma acontecer em diversas unidades imobiliárias é que os moradores acreditam que a responsabilidade pela segurança em condomínios e de seus regulamentos se limita ao departamento administrativo, o que é incorreto. 

Devido à falta de vigilância dos inquilinos, o registro de ocorrências criminais é muito comum, portanto, todos os moradores devem entender os riscos que enfrentam sem controlar a entrada e saída da portaria.

Para concretizar esta cultura, o departamento de gestão de apartamentos tem a responsabilidade de incentivar o cuidado de todos para compreenderem o seu papel na garantia da segurança de todos. Recomenda-se incluir o tema em convenções de apartamentos, assembleias, outros trabalhos e oportunidades para que todos possam estar envolvidos.

Cuidados com a estrutura física

Além dos equipamentos técnicos, os cuidados básicos com a infraestrutura de entrada é outra estratégia preventiva da qual não vale a pena abdicar. 

A guarita 24 horas (muitos eventos ocorrem ao amanhecer) e as cercas elétricas são exemplos disso. Não é à toa que a infraestrutura deverá ser totalmente monitorada para garantir visibilidade contínua de todos os locais do condomínio. 

Um dos erros bastante comuns é deixar certos locais sem monitoramento. Outro recurso indispensável é a instalação de um alarme sonoro no saguão, que soará quando a porta for aberta por mais tempo que o normal – infelizmente, esse tipo de negligência é comum entre visitantes e moradores.

Investimento em equipamentos e soluções de segurança

Garantir a segurança em condomínios é uma das tarefas principais (senão a principal) da portaria. 

Sem o apoio de soluções técnicas e equipamentos, por mais competentes e bem treinados que sejam os profissionais, a equipe da portaria afetará seriamente a eficácia do seu trabalho. Neste sentido, pode ser caro negligenciar o investimento em sistemas de monitoramento e software de apartamentos com funções relacionadas. 

Caso o vigilante possua sistema de monitoramento por câmeras e reconhecimento de acessos para auxiliar no controle de saída e entrada, poderá exercer suas funções com maior qualidade. 

Gastar com essa categoria de ferramenta pode deixar os inquilinos insatisfeitos no início, no entanto, as vantagens de controles de segurança bastante decisivos são muitos. 

Além disso, condomínios menores podem fazer alguns investimentos que já trouxeram bons resultados, como, por exemplo, ótima iluminação das dependências dos condomínios e instalação de câmeras de vigilância. 

Além de investir no monitoramento de condomínios é importante, também é interessante usar um software de gerenciamento de condomínios para melhorar a previsibilidade e segurança a de sua gestão. 

O aplicativo do condomínio também pode se tornar um importante aliado no relacionamento com o proprietário do imóvel, proporcionando a comunicação direta entre vigilantes e moradores de maneira on-line, e controlando a saída e entrada de visitantes.

Normas para a entrada de visitantes

Este é um assunto delicado no condomínio, pois causará muitas disputas entre a administração e o proprietário do imóvel. No entanto, existem algumas medidas básicas de segurança que devem ser implementadas nos regulamentos. 

Recomenda-se que assim que o visitante chegue, o porteiro chame o ocupante que está sendo solicitado a confirmar e autorizar a entrada do visitante. 

Se a situação ainda for suspeita e duvidosa, deve-se pedir ao residente que desça para confirmar o visitante antes de permitir sua entrada.

Redação

A redação da Revista Portal Útil é formada profissionais com vasta experiência em diversos setores de atuação.

1

Pode ser do seu interesse

Confira como deixar a cozinha segura e preparada para crianças

Confira como deixar a cozinha segura e preparada para crianças

Mudas de plantas: Veja as principais dicas para elas se desenvolverem

Mudas de plantas: Veja as principais dicas para elas se desenvolverem

4 dicas para decorar sua cozinha em 2022

4 dicas para decorar sua cozinha em 2022

Aprenda a Plantar Orquídeas com Sucesso

Aprenda a Plantar Orquídeas com Sucesso

Porta de enrolar transvision: conheça o modelo de portão preferido dos comerciantes do Brasil

Porta de enrolar transvision: conheça o modelo de portão preferido dos comerciantes do Brasil

Como reformar sua casa gastando pouco

Como reformar sua casa gastando pouco