Revista Portal Útil

O que é IOF em transações internacionais? As transações financeiras internacionais são regulamentadas por diversas leis e impostos, que devem ser considerados no momento de realizar uma operação.

Uma dessas taxas é o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), que é cobrado em diversos tipos de transações financeiras, inclusive nas realizadas para o exterior.

Neste artigo, vamos entender melhor o que é IOF em transações internacionais, como ele é cobrado e se há maneiras de reduzir esse custo. Leia conosco e saiba mais sobre o assunto, vamos lá!

O que este artigo aborda:

O que é IOF em transações internacionais?
O que é IOF em transações internacionais?
Pin It

O que é IOF?

O IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) é um imposto federal que incide em várias operações financeiras, como empréstimos, financiamentos, câmbio, seguros e outros. Ele foi criado em 1966 e tem sua base legal na Lei nº 5.143/1966.

Ele é cobrado em vários tipos de operações financeiras, e sua alíquota pode ser fixa (por exemplo, 0,38% para compras no cartão de crédito) ou variar de acordo com o tipo de operação.

O que é IOF em transações internacionais ?

Afinal, o que é IOF em transações internacionais? O IOF em transações para o exterior é um imposto cobrado pelo governo brasileiro sobre operações financeiras realizadas entre residentes no Brasil e pessoas físicas ou jurídicas no exterior.

Esse imposto é aplicado em diversas transações, como remessas de dinheiro para o exterior (conheça a https://corretorasadoc.com.br/), aquisição de produtos e serviços de empresas no exterior, custeio de despesas com viagens internacionais, entre outros.

A cobrança do IOF para transações internacionais ocorre em momentos diferentes, dependendo do tipo de operação.

Em alguns casos, como remessas de dinheiro, o IOF incide no momento da contratação da operação, enquanto em outros casos, como compras realizadas com cartão de crédito no exterior, o imposto é cobrado no fechamento da fatura.

O valor do IOF varia de acordo com o tipo de operação e pode ser fixo ou variável:

  • Para remessas de dinheiro para o exterior, por exemplo, a alíquota do IOF é de 0,38% sobre o valor enviado;
  • Já para compras realizadas no cartão de crédito no exterior, a alíquota do imposto é de 6,38%.

Comprar no cartão de crédito fora do Brasil paga IOF?

Sim, as compras realizadas no cartão de crédito fora do Brasil estão sujeitas à cobrança do IOF. Essa é uma das principais formas de pagamento utilizadas por quem viaja para o exterior ou faz compras em lojas virtuais estrangeiras.

Ao utilizar o cartão de crédito em compras internacionais, a cobrança do IOF é adicionada à fatura do cartão e é calculada sobre o valor total da transação em moeda estrangeira.

É importante observar, como já mencionamos anteriormente, que a alíquota do IOF para compras realizadas com cartão de crédito no exterior é de 6,38%, um valor consideravelmente mais alto do que a alíquota de 0,38% cobrada nas remessas de dinheiro para fora do país.

Tem como driblar o pagamento do IOF?

Embora a cobrança do IOF seja uma obrigatoriedade para as transações financeiras internacionais, existem algumas formas de minimizar o custo dessa taxa. Veja algumas dicas:

1. Utilize moeda em espécie

Uma forma de evitar a cobrança de IOF é utilizar moeda em espécie em transações internacionais. Ao efetuar a compra de moeda estrangeira em uma casa de câmbio autorizada, o IOF é cobrado em uma alíquota de 1,1%.

Embora essa taxa ainda seja significativa, ela é inferior à cobrada em transações realizadas com cartão de crédito.

2. Utilize cartões pré-pagos

Outra forma de minimizar o custo do IOF nas compras internacionais é utilizar cartões pré-pagos. Esses cartões podem ser carregados com moeda estrangeira antes da viagem e utilizados para efetuar pagamentos em lojas e restaurantes.

Ao utilizar essa forma de pagamento, o IOF é cobrado em uma taxa de 6,38% sobre o valor carregado no cartão.

3. Compre produtos em sites internacionais

Uma forma de minimizar a cobrança do IOF é comprando produtos em sites internacionais que aceitam pagamento em reais. Nestes casos, a compra é convertida diretamente para a moeda local, sem a necessidade de conversão por meio do cartão de crédito.

4. Utilize transferências bancárias

Outra opção para minimizar a cobrança do IOF é utilizar transferências bancárias internacionais. Embora essa forma de pagamento seja menos comum, ela pode ser vantajosa em algumas situações.

Nesses casos, a cobrança do IOF é de 0,38%, a mesma alíquota cobrada nas remessas de dinheiro para o exterior.

5. Pesquise por promoções

Alguns bancos e empresas financeiras podem oferecer promoções ou descontos na cobrança do IOF em determinados períodos do ano. É importante estar atento a essas ofertas e aproveitá-las para minimizar o custo das transações internacionais.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Redação

A redação da Revista Portal Útil é formada profissionais com vasta experiência em diversos setores de atuação.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse