domingo, 22 de maio de 2022 - 22/05/2022 14:59:09
Revista Portal Útil

Publicado por Redação em 12/07/2021 às 10:09.

Muitas são as informações importantes que um investidor pode buscar, desde dicas para modalidades, valores de ações, rentabilidade previdência privada, oportunidades para aumentar ainda mais seus rendimentos e muitos outros temas pertinentes sobre o mundo da economia.

Diferente do que muitas pessoas pensam, esses temas não estão apenas em programas de TV, sites especializados, livros ou no mundo acadêmico, por exemplo. Cada vez mais o conhecimento e informação está disseminado para todos e muitas são as formas de se informar e aprender sobre investimentos.

Ainda que muitos investidores tenham preconceitos com redes sociais, elas são grandes aliadas e estar de olho nesse mundo é de grande valia. Saiba mais por quais motivos você não deve deixá-las de lado!

O que este artigo aborda:

As pessoas estão nas redes sociais

De acordo com pesquisa TIC Domicílios 2019, realizada pelo Centro Regional para o Desenvolvimento de Estudos sobre a Sociedade da Informação, vinculado ao Comitê Gestor da Internet no Brasil, três em cada quatro brasileiros acessam a internet, o que equivale a pelo menos 134 milhões de pessoas.

Desses, pelo menos 90% acessam todos os dias e os recursos mais utilizados são aplicativos de envio de mensagens, redes sociais, chamadas de vídeo, e-mails, acesso a serviços de governo eletrônico, compras por comércio eletrônico e participação de listas ou fóruns.

Por que todo investidor deve ficar ligado nas redes sociais

Ou seja, nas redes sociais estão as mais diferentes pessoas e acompanhar suas discussões, seguidores e conversas diz muito sobre como o mercado financeiro pode se portar seguindo tendências.

É importante dizer que as pessoas não estão sozinhas nas redes e a composição e aceitação de grupos diz muito sobre como o mercado se comporta, cria novas formas de vendas, atendimento, marketing e estratégias de mercado no geral.

Portanto, conhecer as pessoas, estar atento ao comportamento do consumidor e ter atenção ao que está sendo seguido faz toda a diferença para entender quais são as novidades do mundo financeiro e porque elas acontecem.

Muitos conteúdos são apresentados nas redes

Cada vez mais surgem novos e mais diversos influenciadores nas redes, certo? Foi-se o tempo em que eles eram apenas sobre roupas e maquiagens e muitos temas são abordados pelas pessoas em suas redes sociais.

Seja no LinkedIn, Twitter, Instagram, Facebook, Tik Tok, Youtube e qualquer outra rede que aparece de tempos em tempos e faz grande sucesso (como foi o caso do ClubHouse, a rede de áudios que uniu os mais diferentes especialistas), é dentro dessas comunidades que as pessoas falam para outras pessoas.

Dessa forma, as redes são muito mais do que acompanhar a vida de famosos ou fotos de viagens e treinos, mas é também um grande local de aprendizagem sobre temas que te interessam.

Por que não aprender e se manter atualizado de forma leve e rolando seu feed? É claro que é preciso tomar cuidado com fake news, mentiras e falsos influenciadores e ter um bom filtro e bom senso é extremamente necessário!

As marcas estão nas redes

Se as pessoas estão nas redes e elas geram boas discussões, é evidente que as marcas também estão nelas. E claro, mais do que ter um perfil nas redes, as marcas se posicionam estrategicamente, conversam com seu público, usam essas plataformas para potencializar sua voz e aumentar o seu valor.

Cada conversa que a marca propõe ou se coloca no centro do debate gera respostas positivas e negativas do público e mais do que burburinho nas redes, isso se transforma também em renda.

Muitas são as marcas que têm ações que são vendidas para qualquer investidor e é natural que elas cresçam a cada decisão acertada nessas plataformas virtuais.

Quem nunca viu alguma marca que investe em alguma ação, gera muito debate e é abraçada pelo público e tem suas ações em alta no dia seguinte?

Mais do que isso, ao aumentar seu portfólio, desenvolver suas vendas e se sair bem no mercado, as ações tendem a crescer e acompanhar isso é essencial para fazer investimentos certeiros. É claro que as marcas se autopromovem e onde é que elas fazem suas divulgações? Exatamente, nas redes sociais!

Portanto, acompanhar marcas que têm ações faz toda a diferença para se antecipar e comprar ações que sejam rentáveis.

Estar nas redes sociais pode ser muito mais do que uma diversão, mas também um local para se atualizar, entender tendências, aprender sobre mercado financeiro e tomar decisões para seus investimentos.

É importante olhar para essas plataformas com outros olhos para que você possa retirar o que melhor cada rede pode te oferecer. Como você lida com as redes sociais e economia e finanças? Aproveite nossas dicas e não deixe seu perfil de lado!

Redação

A redação da Revista Portal Útil é formada profissionais com vasta experiência em diversos setores de atuação.

1

Pode ser do seu interesse

Cartão de crédito consignado: tudo o que você precisa saber

Cartão de crédito consignado: tudo o que você precisa saber

Padrão de gastos: como adequar ao seu orçamento

Padrão de gastos: como adequar ao seu orçamento

Quais são os investimentos mais garantidos fora do país?

Quais são os investimentos mais garantidos fora do país?

Taxa de resgate: entenda o que é cobrado na hora de resgatar seus investimentos

Taxa de resgate: entenda o que é cobrado na hora de resgatar seus investimentos

Passos para diminuir os gastos com cartão de crédito

Passos para diminuir os gastos com cartão de crédito

Cartão Lanistar: O Que é e Como Funciona?

Cartão Lanistar: O Que é e Como Funciona?