Revista Portal Útil

Os cursos online de oratória apontam que a fala pode mudar totalmente a sua trajetória, torna-se um atributo fundamental de qualquer profissional.

Antigamente, as pessoas pensavam que a fala era uma característica inata de algumas pessoas, porém com o avanço da tecnologia e das pesquisas, verificou-se que “nasce um poeta, nasce um orador”.

Por isso é fundamental conhecer as técnicas de oratória e apresentação em público para te ajudar a tornar sua apresentação uma mensagem memorável e sem ruídos.

Com o objetivo de lhe ajudar com isso, criamos este artigo com técnicas e dicas altamente valiosas.

O que este artigo aborda:

9 dicas para uma boa oratória e apresentação em público
9 dicas para uma boa oratória e apresentação em público
Pin It

O que é um discurso?

Os Cursos de Oratória Gratuita apontam que a fala é a arte de falar em público de forma eloquente, ou seja, comunicar de forma clara e que seja de forma objetiva, mantendo sempre uma narrativa estruturada. Um bom orador é capaz de persuadir e transmitir sempre com uma certa credibilidade ao público.

Mas para atingir esse nível de fala, a fala tem um conjunto de habilidades e regras adequadas que farão do falante um orador competente e um bom orador.

Portanto, falar não é uma habilidade inata, porém pode ser aprendida e desenvolvida com o passar dos dias. Além disso, os profissionais que adquirem essa habilidade se destacam no mercado pelo impacto direto na comunicação.

Na verdade, ser fácil de se comunicar está dentro das principais habilidades que as empresas valorizam na contratação de seus funcionários, sendo uma habilidade pela qual os recrutadores estão desesperados.

No entanto, falar em público não é apenas para falar em público, por exemplo, quando um candidato fala de forma correta em uma entrevista, se destaca em um processo seletivo ou se comunica com confiança e transmite credibilidade quando uma empresa está fazendo uma apresentação.

Falar bem beneficia quem precisa liderar reuniões, persuadir clientes, negociar vendas e submeter projetos aos chefes para aprovação.

Concluímos, portanto, que uma boa oratória e apresentação em público está entre as características dos profissionais de personalidade.

Importância de uma boa oratória

Você sabe o que uma boa oratória e apresentação em público pode trazer para os profissionais? Considerando o quão fácil é para você dominar essa tecnologia, considere-a uma importante ferramenta de persuasão, informação e até mesmo ensino.

Nesse sentido, um discurso bem executado consegue engajar tanto o público que o convence a aceitar a visão do orador, seja para uma pessoa ou para dez mil pessoas.

Como dissemos, ninguém nasce um bom orador. Mas com a tecnologia certa, é possível aprender mais sobre essa habilidade. Siga 10 dicas que podem ajudar na sua oratória e apresentação em público.

1. Prepare-se para falar

Assim como os atletas, os oradores precisam de treinamento e de preparação para se tornarem confiantes e qualificados. Então, além do treinamento, é preciso dominar o que será abordado.

Porém, tenha atenção, dominar um assunto não vai significar recitar um texto, trata-se de coisas diferentes. As linhas memorizadas são facilmente percebidas pelo público.

2. Respire adequadamente e aproveite o tempo de descanso

Uma boa respiração durante um discurso é essencial para o orador. Porque uma pessoa que se apresenta ao público sem fôlego, engolindo pela respiração, pode causar desconforto ao público e dificultar a compreensão do conteúdo.

Assim, a respiração adequada requer uma postura que seja sempre ereta com ombros próximos e sem tensão. Portanto, é eficaz fazer exercícios respiratórios, não desperdice ar, solte o ar gradualmente, não contraia os músculos da garganta.

3. Mantenha sempre uma postura corporal e preste atenção em todos os movimentos involuntários

Assim como a respiração é algo natural, as poses na frente do público devem exibir a mesma espontaneidade. Nesse caso, alongar-se alguns dias antes da apresentação pode ajudar bastante, principalmente com o objetivo de aliviar a tensão.

Além disso, a postura correta envolve mover-se no espaço, mas não exagere. Portanto, evite a quietude completa, mas defina pontos que você possa localizar de tempos em tempos.

4. Aposte sempre na objetividade do seu discurso

Tudo está na hora. Um discurso muito longo e cheio de desvios incomoda e perde o público. Portanto, evite divagações, vá direto ao ponto e não seja rude ou indelicado.

Nesse sentido, construir um roteiro é ótimo porque sintetiza tudo que você precisa dizer e evitar que o público esvazie o ambiente sempre antes que ele termine.

5. Use ferramentas de visualização como recursos, mas não fique viciado nelas

A tecnologia fornece uma variedade de ferramentas que vai lhe ajudar a tornar as apresentações mais envolventes. Um exemplo é o Powerpoint, que pode ilustrar linhas e deixar mais claro o que é apresentado.

Mas use o aparelho quando for absolutamente necessário, porque não existe nada pior do que assistir a uma apresentação em que o palestrante apenas lê os slides.

6. Faça o que quiser e fique de bom humor

Alto-falantes muito sérios e sombrios não causam uma boa impressão. A maioria do público prefere palestras mais leves por causa do maior engajamento.

Assim, o humor deverá sempre ser sutil e bem pesquisado para não comprometer o desempenho e a credibilidade.

7. Use recursos narrativos, como contar histórias

Storytelling tende a ser uma técnica narrativa que as empresas usam para contar histórias e, assim, vender as suas ideias e serviços ou para compartilhar o seu devido conhecimento.

Este recurso reúne pessoas, empresas e conceitos. Tenha em mente que um bom orador deverá envolver o público como mágica. Portanto, contar uma história com uma narrativa emocionante ou autêntica é muito agradável.

8. Quebre as expectativas

A função de contar histórias também pode quebrar as expectativas do público. Um exemplo seria criar um problema comum ao público e propor uma solução. A técnica visa proporcionar a construção de uma imagem mental na plateia, permitindo que a fala do locutor permaneça em sua memória por muito tempo.

9. Facilitar a interação com o público

Um dos maiores erros em falar em público é sempre acreditar que ninguém se importa com o que o orador está dizendo. Esse pensamento equivocado limita a interação falante-ouvinte.

O público não é feito de robôs. São pessoas que estão interessadas no que o orador tem a dizer.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Redação

A redação da Revista Portal Útil é formada profissionais com vasta experiência em diversos setores de atuação.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse