sexta-feira, 1 de julho de 2022 - 01/07/2022 02:53:15
Revista Portal Útil

O conteúdo "Exercícios para fazer na piscina para melhorar sua saúde" foi feito por Marcela Ferreira e distribuído por Revista Portal Útil na categoria Saúde em . Conteúdo atualizado em .


Exercício exercícios para fazer na piscina refere-se a exercícios realizados na água usando várias profundidades de água. 

É um esporte que oferece muitos benefícios. A flutuabilidade, que é uma propriedade da água. Também beneficia a pessoa que se exercita, suportando uma parte do seu peso corporal.

Estar imerso na água pode permitir que uma pessoa realize exercícios que podem ser difíceis de fazer em terra. 

A flutuabilidade da água pode facilitar a movimentação e melhorar sua flexibilidade. 

A água também fornece resistência aos movimentos, o que ajuda a fortalecer os músculos. 

Uma mulher fazendo exercícios na piscina

Além disso, ao suportar grande parte do peso corporal de uma pessoa, a flutuabilidade reduz a carga colocada nas articulações. 

Isso pode permitir que uma pessoa se exercite mais cedo após uma lesão ou cirurgia do que seria seguro ou possível em terra.

Exercícios de fortalecimento e flexibilidade são importantes para gerenciar e se recuperar de muitas condições. 

A atividade física regular pode beneficiar sua saúde física, mental e social. 

Também pode ajudá-lo a prevenir ou melhorar muitas condições crônicas, como doenças cardíacas, diabetes, obesidade, depressão e fraqueza associada ao tratamento do câncer.

Os exercícios para fazer na piscina podem melhorar o seu estilo de vida. Veja abaixo alguns benefícios.

  • Agilidade (capacidade de se mover com rapidez e facilidade);
  • Equilíbrio;
  • Fitness cardiovascular;
  • Flexibilidade;
  • Força e resistência;
  • Andando.

Muitas condições podem se beneficiar e melhorar com o exercício na piscina. O que inclui:

  • Vários tipos de artrite e outras condições reumatoides, como lúpus;
  • Fibromialgia;
  • Dor nas costas;
  • Substituições conjuntas;
  • Fraqueza;
  • Condições neurológicas (como acidente vascular cerebral, esclerose múltipla e doença de Parkinson);
  • Problemas de equilíbrio;
  • Dores articulares e musculares.

Os exercícios na piscina também são úteis para crianças com distúrbios do desenvolvimento. Como paralisia cerebral, atrofia muscular espinhal e autismo. 

Além disso, os idosos podem reduzir o risco de quedas ao se exercitar em uma piscina em comparação com o exercício em terra.

O que este artigo aborda:

Preparando-se para a piscina

Antes de iniciar uma rotina de exercícios na piscina. Verifique com seu fisioterapeuta ou prestador de cuidados primários para garantir que os exercícios sejam adequados para você. 

Então, siga estas dicas para a melhor experiência possível:

Sapatos de água ajudarão a fornecer tração no chão da piscina e protegerão os dedos dos pés de serem arranhados.

Em geral, exercite-se em água na altura da cintura ou do peito. Se você tiver uma condição específica. Peça a um fisioterapeuta o melhor nível de água para sua condição.

Escolha uma temperatura de água que seja melhor para sua condição. Exercitar-se em água mais fria pode permitir que uma pessoa se exercite mais sem se cansar. Exercitar-se em água mais quente pode ser bom para reduzir a dor.

Use um macarrão de isopor ou um cinto/colete de flutuação para mantê-lo flutuando em águas mais profundas.

Movimentos mais lentos na água fornecerão menos resistência do que movimentos mais rápidos.

Use luvas de água com membranas, pesos de isopor, bolas infladas ou pranchas para aumentar a resistência.

Nunca empurre seu corpo através da dor durante qualquer exercício.

Embora você não perceba, você ainda sua com exercícios na piscina; é importante beber bastante água.

Excelentes exercícios para fazer na piscina

Caminhada ou corrida na água (para frente, para trás e para os lados). Comece andando para frente na água na altura do peito ou da cintura. 

Caminhe 10 a 20 passos para frente e depois a mesma distância para trás. Aumente a velocidade para torná-lo mais difícil. 

Além disso, aumente a intensidade do seu esforço correndo suavemente no lugar. 

Alterne entre correr por 30 segundos e caminhar no mesmo lugar por 30 segundos por cinco minutos. 

Você pode segurar um kickboard verticalmente na água enquanto caminha para aumentar a resistência. 

Andar de lado: como uma progressão, tente andar de lado cruzando o pé direito na frente do esquerdo, trazendo o pé esquerdo de volta ao início, depois cruze o pé direito atrás do pé esquerdo. 

Continue com este padrão por 20 passos em uma direção, depois 20 passos na outra.

Pulsos para frente e para os lados. Fique perto de uma parede da piscina para apoio, se necessário, e dê um grande passo em direção à frente. 

Não deixe o joelho à sua frente ultrapassar os dedos dos pés. Retorne à posição inicial e repita o processo com a outra perna. 

Para uma investida lateral, fique de frente para a parede da piscina e dê um passo gigante para o lado. 

Além disso, fique com os dedos dos pés voltados para a frente. Repita do outro lado. Tente três séries de 10 passos de estocada. 

Para variar, faça suas estocadas para frente ou para os lados na piscina em vez de ficar no lugar.

Suporte/equilíbrio de uma perna. Fique em uma perna enquanto levanta o outro joelho ao nível do quadril. 

Coloque um macarrão de piscina sob a perna levantada para formar um “U” com o pé no centro do U. 

Segure o máximo que puder por até 30 segundos, depois troque as pernas. Tente um a dois conjuntos de cinco em cada perna. 

Se você tiver problemas com o equilíbrio, tente este exercício segurando-se na lateral da piscina ou sem usar um macarrão.

Marcela Ferreira

Enfermeira pós graduada com especialização em traumas, urgência e emergência. 12 anos de experiência na área de saúde mental na rede SUS do município de Belo Horizonte. Atuo com criança, adolescentes, adultos e usuários de múltiplas drogas.

1

Pode ser do seu interesse

Clínica compulsória e internação involuntária: Quais as diferenças?

Clínica compulsória e internação involuntária: Quais as diferenças?

Como lidar com o estresse e a ansiedade causados pelo isolamento social

Como lidar com o estresse e a ansiedade causados pelo isolamento social

Como fazer vídeos de exercícios em casa

Como fazer vídeos de exercícios em casa

Cuidados que deve ter com o pé diabético

Cuidados que deve ter com o pé diabético

Calvície masculina: Tudo o que você precisa saber

Calvície masculina: Tudo o que você precisa saber

Quais os perigos das telas dos computadores durante a pandemia?

Quais os perigos das telas dos computadores durante a pandemia?