Revista Portal Útil

O mercado pet no Brasil é um segmento que embora cresça bastante anos após ano, exige profundo conhecimento de quem investe. Veja como começar uma atividade nesta área sem correr grandes riscos.

Um dos setores mais promissores da economia é sem dúvida o de serviços e produtos voltados aos pets.  Um amplo segmento que vai desde as pet shops até hotéis e creches de cachorros, passando por clínicas veterinárias e claro, serviços de adestramento, “pet sitter” (babá) e o chamado “dog walker” (companhia de passeio). 

O mercado pet no Brasil é amplo e onde quer que seja o foco do investidor, certamente dará lucros. Isto porque as pessoas que possuem um pet e são loucas por ele, não deixam de cuidar e de mimar de seus “filhos de quatro patas”. 

Tem quem invista em banho e tosa, com todo tipo de equipamento como máquina de tosa, soprador pet, acessórios, shampoos, perfumes e tem que ame apenas vender ração!  

O mercado de pets no Brasil é amplo e aqui vão algumas dicas para que a pessoa que deseja seguir este caminho, o faça com sucesso garantido. 

O que este artigo aborda:

Mercado pet no Brasil: o que você precisa saber?
Mercado pet no Brasil: o que você precisa saber?
Pin It

1. Foco em um serviço

Quem investe na área pet precisa focar recursos em um único mercado, de preferência, aquele que gosta e já tem algum domínio. Algumas áreas de atuação do mercado pet são:

  • Hotel;
  • Creche;
  • Planos de Saúde;
  • Banho e Tosa;
  • Adestramento;
  • Pet Sitter;
  • Pet móvel;
  • Dog Walker;
  • Clínica Veterinária;
  • Terapias;
  • Acessórios;
  • Alimentos naturais;
  • Planos de Saúde.

Com o foco no negócio certo, gerenciar os recursos se torna mais fácil e fazer o empreendimento crescer é apenas uma consequência natural. Quando se tenta abranger várias áreas distintas, principalmente áreas nas quais pouco se conhece sobre o trabalho e o público, o risco de falência é maior.

2. Conheça o público alvo

Saber quem é o público para o qual se vende um serviço ou produto é a regra básica de toda atividade comercial. Sem esta regra, não se vende nada. 

Saber quem são os donos de pet que se deseja conquistar, o que propor a eles perante a concorrência, o que desejam e esperam de novidade no mercado e claro, dar o carinho que esperam a seus filhos, só aumentam as expectativas de retorno. 

Assim, se a ideia é lançar um “pet móvel” para levar os pets à clínica, ao banho e tosa, à creche ou ao hotel quando necessário, o foco serão os tutores que trabalham o dia inteiro, que viajam com frequência, que necessitam periodicamente cuidar de seus bichinhos e etc. 

Portanto, saber como cativar e fidelizar o seu público alvo é de suma importância.

3. Tenha um plano de negócio 

Em que consiste um plano de negócios? Ninguém começa uma atividade comercial do ponto mais alto do sucesso.

Aliás, ter sucesso no mercado de pets no Brasil exige muito tempo e paciência. Até que os investimentos comecem a dar retorno, e os valores desembolsados sejam pouco a pouco repostos na conta bancária, haja coração!

Muitos empreendedores levam às vezes 3, 4 até 5 anos para reequilibrar as contas, sair do vermelho e garantir a prosperidade que esperam. Isto, se fizerem tudo direitinho, sem “torrar” o dinheiro do caixa.

Por isso, quando se começa um negócio no mercado pet no Brasil, deve-se trabalhar devagar, sem pressa de crescer. A demanda virá automaticamente, desde que se faça o que for de forma bem feita.

Se é para tomar conta de apenas um cachorro por semana, que seja feito dessa forma, sempre agregando valor ao trabalho de pet sitter. Se for levar para passear, não ultrapasse o limite tolerável só para lucrar.

Permita que o passeio cumpra seu objetivo, desestressar o bichinho e deixá-lo feliz.

Seja qual for o nicho de mercado, atue por prazer e os resultados virão.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Redação

A redação da Revista Portal Útil é formada profissionais com vasta experiência em diversos setores de atuação.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse