Revista Portal Útil

Ter uma criança pequena ou de colo é um dos maiores desafios que podem ser enfrentados enfrentados por uma pessoa, afinal de contas ser completamente responsável por uma vida indefesa e que é completamente dependente de você pode ser uma grande dor de cabeça.

Um bebê sequer sabe como se alimentar de maneira  correta, o que pode e o que não pode ser comido,  cabendo completamente aos pais e tutores saber o que, como e quais momentos corretos de se alimentar uma criança.

E como se não bastasse, a dieta de uma criança ou de um bebê recém-nascido é completamente diferente de uma pessoa de idade mais avançada. 

Primeiro por conta do consumo exclusivo de leite materno, pela ausência dos dentes que impede a mastigação de alimentos sólidos, ou então pelas sensibilidades do organismo ainda em desenvolvimento.

A realidade aqui até os seis meses de vida da alimentação de um bebê deve ser restrita ao leite materno, exceto  em casos específicos nos quais as crianças necessitam de acompanhamento da ingestão de nutrientes por meio de outras formas,  mas isso é sempre determinado pelo médico especialista.

Porém, ao fim de 6 meses ainda é necessário muitos outros cuidados,  uma vez que a criança não está pronta para se alimentar da forma padrão de forma abrupta,  é apenas a hora de começar  a introduzir na dieta do bebê aos poucos os alimentos tradicionais.

Todo este processo deve ser feito com extrema cautela, primeiro que todos os alimentos devem ser administrados em pequenas quantidades com grandes intervalos de tempo,  e evitando ao máximo comidas processadas ou complexas,  fazendo uso somente de frutas, verduras e demais alimentos naturais.

Estudos apontam que uma alimentação adequada durante a fase inicial da vida  tem sérios impactos na saúde do indivíduo adulto,  ou seja, para possuir uma boa qualidade de vida é preciso que essa fase de introdução alimentar seja muito bem organizada, com calma e a orientação médica ou de um nutricionista.

Para que todo o desenvolvimento da criança na fase mais importantes da vida de aprendizado como infância e pré-adolescência ocorra tranquilamente e sem preocupações é necessário uma alimentação correta, ou seja, saber introduzir alimentos a um bebe é assegurar que ele terá saúde no longo prazo.

Por isso, se você está interessado em saber quais os melhores alimentos que os bebês podem comer durante a introdução alimentar, veio ao lugar correto, neste artigo estão as melhores opções de comidinhas para bebês.

O que este artigo aborda:

Mulher dando comida para um bebe em uma colher
Mulher dando comida para um bebe em uma colher
Pin It

1. Mingau de maizena

É quase certo que a principal indicação para se iniciar a transição alimentar exclusivamente de leite materno  para os alimentos tradicionais,  seja feito primeiro com introdução do mingau de Maizena na rotina e dieta do bebe.

Primeiro porque este vai ser um alimento muito mais prático e possível de ser armazenado gerando assim um alívio na mamãe, basta saber como fazer mingau de maizena que o problema está resolvido.

2. Arroz

O arroz faz parte da rotina de alimentação do humano há muito tempo, sendo um dos alimentos mais práticos, seguros e versáteis disponíveis para nós,  sem contar que durante a fase de desenvolvimento este vai ser um dos principais alimentos consumidos pela criança.

Sendo também uma das melhores opções para se iniciar a transição alimentar.

Além destes ganhos  a optar por inserir o arroz na dieta de um bebê, você vai estar  também gerando um alto ganho nutricional uma vez que este cereal possui diversos nutrientes que serão necessários para o crescimento forte e saudável.

3. Feijão

O feijão é mais um dos alimentos tradicionais que comemos muito no dia a dia,  sendo uma das leguminosas mais ricas em ferro, proteínas, zinco, fibras e vitaminas contribuindo muito para o fortalecimento da criança e gerando um ambiente propício para um crescimento saudável.

Necessário haver muito cuidado na hora de ministrar o feijão na dieta de uma criança,  uma vez que deve ser feito em baixas quantidades e ainda assim pode ocasionar gases,  com isso é aconselhável deixar o feijão de molho por no mínimo 8 horas antes do cozimento.

4. Batata

A batata é um dos tubérculos mais tradicionais na rotina de alimentação,  sendo repleta de fibras minerais e vitaminas essenciais para a dieta de um bebê.

Mas o principal benefício que os tubérculos causam dentro da rotina de alimentação e dieta de uma criança pequena é a grande quantidade de variações e versatilidade do alimento.

As batatas podem compor a base da alimentação em forma de purê, papinha, em massas caseiras  ou até mesmo assadas, sendo um alimentos indispensável e que pode ser consumidos de diversas formas.

5. Verduras

As verduras são aplicáveis na alimentação humana independente da idade,  sendo um dos alimentos mais necessários para o desenvolvimento e manutenção da saúde , ricas em vitaminas A e C, minerais, cálcio e ferro, possuindo também uma grande versatilidade assim como a batata.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Marcela Ferreira

Enfermeira pós graduada com especialização em traumas, urgência e emergência. 12 anos de experiência na área de saúde mental na rede SUS do município de Belo Horizonte. Atuo com criança, adolescentes, adultos e usuários de múltiplas drogas.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse