Revista Portal Útil

Para quem está procurando uma casa ou apartamento para alugar junto à imobiliária, existem diversos pontos que precisam ser considerados, a fim de garantir a melhor experiência. A vistoria de imóvel é uma das etapas mais importantes, sendo a responsável por promover a segurança de todos os envolvidos, caso haja alguma inconformidade na hora da entrega das chaves. 

Ao contratar uma imobiliária, a vistoria é obrigatória, mas nem todo mundo entende, de fato, qual a sua importância. Então, pensando nisso, preparamos o post de hoje para explicar de uma vez por todas como ela funciona e porquê deve ser feita em todos os contratos de locação. Vamos lá?

O que este artigo aborda:

Homem fazendo uma vistoria de um imóvel
Homem fazendo uma vistoria de um imóvel
Pin It

O que é a vistoria de imóvel?

Em resumo, a vistoria de imóvel é o ato de verificar a propriedade, observando todos os detalhes estruturais e de acabamentos, além de analisar sua habitabilidade, ou seja, as condições de ser habitada. Portanto, seu principal objetivo é identificar se existe qualquer problema na estrutura da casa ou apartamento.

O ideal é que ela seja feita no recebimento e na devolução das chaves, sendo mais comum em contratos de locação. Além disso, algumas imobiliárias também realizam vistorias periódicas. 

Vale lembrar que a vistoria garante que o próximo morador do imóvel tenha condições de habitar a propriedade, assim como preservar o bem. Afinal, de acordo com a Lei do Inquilinato, ele deve ser devolvido exatamente nas mesmas condições que foi entregue. 

Qual a importância da vistoria de imóvel?

A vistoria imobiliária é uma análise minuciosa de suas condições de habitação. Portanto, ela promove segurança tanto para o inquilino quanto para o proprietário. No primeiro caso, o indivíduo saberá exatamente quais são as condições da casa ou apartamento, entendendo que está protegido de qualquer problema estrutural, pois tudo foi verificado previamente. Além disso, impede que na entrega das chaves o proprietário faça cobranças indevidas.

Já para o locador do imóvel, a vantagem de realizar a vistoria também é a segurança e proteção. Afinal, tudo estará registrado no laudo e, portanto, qualquer modificação realizada sem a sua permissão, danos, etc, deverão ser ressarcidos pelo inquilino. Além disso, se for encontrado algum problema durante a vistoria antes de entregar o imóvel, você terá a oportunidade de corrigi-lo e evitar um prejuízo maior.

Portanto, tanto inquilino quanto proprietário estarão cientes de como o local estava no momento da entrega, entendendo que deverá ser devolvido da mesma forma ao final do contrato. 

O que é o laudo de vistoria de imóvel?

O laudo de vistoria é o documento no qual são registradas todas as informações relevantes sobre a infraestrutura da propriedade e seu estado de conservação. Portanto, é nele que estarão descritos possíveis defeitos, o que precisa de conserto, nível de conservação, entre outros detalhes importantes. Com isso, é possível negociar o reparo dos pontos avaliados.

Ele faz parte do contrato de locação e por isso deve ser anexado junto a ele. Além disso, é primordial que seja assinado por um profissional qualificado, além do inquilino, locatário e mais duas testemunhas. Com isso, é possível garantir que todos os envolvidos estão de acordo com as análises realizadas. 

Como funciona a vistoria imobiliária?

Como falamos, a vistoria é uma análise de infraestrutura, com o objetivo de garantir o bom funcionamento do imóvel que será avaliado, antes e após o uso do inquilino. O processo deve ser feito por um profissional qualificado, que pode ser um vistoriador ou corretor. Aqui, ele será o responsável por analisar todo o imóvel e preencher o laudo de vistoria, que deve conter informações como: 

  • Dimensões do imóvel;
  • Vazamentos e infiltrações;
  • Condições dos itens de maior utilização, como pias, torneiras, etc;
  • Condições da mobília (se for o caso);
  • Sistemas elétrico e hidráulico;
  • Pintura e revestimento;
  • Rachaduras;
  • Pisos e forros;
  • Janelas e portas;
  • Nivelamento.

É importante lembrar que o documento deve ser preenchido e anexado ao contrato de locação, além de ser assinado por todos os envolvidos. Também é ideal que o processo seja feito em conjunto com as partes, a fim de evitar possíveis discordâncias. 

Como a vistoria imobiliária é feita?

Na maior parte dos casos, a vistoria é feita por meio de um laudo impresso, que como falamos deve ser anexado junto ao contrato. Sendo assim, o responsável coleta as informações presencialmente e redige o documento. Por demandar muitos detalhes para ser finalizada, ela pode demorar mais de um dia para ser concluída.

Contudo, graças à tecnologia, já é possível contar com a ajuda de aplicativos para realizar o procedimento. Isso promove maior agilidade, minimiza os erros e otimiza o tempo dos profissionais, integrando as informações. 

Então, agora que você sabe qual a importância da vistoria de imóvel, já entende que esse processo não deve ser negligenciado. Além disso, procure acompanhar o profissional e analisar com cuidado o documento após a finalização. Dessa forma, você garante proteção e segurança, seja como locador ou locatário.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Redação

A redação da Revista Portal Útil é formada profissionais com vasta experiência em diversos setores de atuação.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse